sábado, 2 de janeiro de 2010

Sindicato Revolucionário ou Anarco-sindicalista*

Sindicatos formados a partir das doutrinas aprovadas no congresso realizados pela Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT).
O sindicalismo revolucionário ganhou foros de idéia universal firmado na solidariedade humana, independente de sexo, raças,cores,crenças,religiosas,nacionalidade a partir do primeiro Congresso da AIT,tornando-se ao mesmo tempo uma doutrina e um método de luta. Como doutrina parte do elemento humano,célula componente da sociedade.Dentro deste prisma,prevê,em suas múltiplas funções,a educação social,a intrusão racionalista,a disseminação de cultura ampla,livre e a preparação do homem para que este possa revelar e desenvolver todas as suas potencialidades artísticas,técnicas e científicas em ordem crescentes,evolutivas,de modo que o indivíduo adquira todos conhecimentos indispensáveis a boa formação,física,psíquica,ambiental,embasada pela liberdade plena,responsável,pela solidariedade,pelo apoio e ajuda mútua.
Dentro da concepção sindicalista, revolucionária um homem vale um homem e a felicidade ou infelicidade de cada componente da Nova Sociedade, corresponde igualmente a felicidade ou infelicidade de todos e de cada um. O indivíduo -dentro do sindicalismo revolucionário- é a coisa mais importante a desenvolver e a preservar, É um atleta sempre em busca de aperfeiçoamento.
Para além das reivindicações econômicas os sindicalistas almejam a constituição de uma nova sociedade de irmãos dentro do harmônico e integral desenvolvimento das inúmeras energias a necessidades afetivas, intelectuais e sociais, começando pela educação da criança, seguindo com os adolescentes e alcançando plenamente o adulto,com vista a erradicar os atavismos deformadores do caráter do homem.Objetivam dessa forma impedir também,pela educação racionalista o domínio do mais forte,mais inteligente e/ou mais audacioso,sobre o mais fraco,menos favorecido por seu QI e pela sua audácia.
Com seu corpo de doutrina, o sindicalismo pretender ligar os homens emocionalmente pelo coração e pelo cérebro, associá-los voluntariamente, Por interesses comuns.
Os mais importante componentes educacionais, dentro deste prisma, são exercícios da liberdade plena,de responsabilidade e igualdade social.Só um homem capaz de movimentar os braços e o cérebro sem líderes ou tutores estará em condições de proporcionar a felicidade humana,de criar um Mundo Novo.
Em seus métodos de luta, o sindicalismo revolucionário prevê anulação das leis,do capitalismo, do Estado!
Sua força reside no conjunto de agrupamento voluntário. ligados voluntariamente em função das igualdade social,dispostos a eliminar- através da ação direta,os males as sociedade burguesa, e como realização prática e experimental -porque tudo é permanente evolutivo, apoiando em leis científicas, sociológicas e psicológicas- pretende criar organismos captadores de energias capazes de produzir o pleno desenvolvimento da justiça social, e pelo trabalho livre, associado, capacidade para formar uma nova sociedade onde todos os seres humanos, independente de idade, sexo, e/ou cor, possam conviver pacificamente, produzir de acordo com suas capacidades e possibilidades e usufruir de conformidade com suas necessidades, tanta as riquezas naturais como as provenientes de todos e de cada um.

*Retirado da obra "O ABC do Sindicalismo", de autoria do saudoso camarada Edgar Rodrigues.

Nenhum comentário: